Verdades e mitos sobre as unhas – Cuidados para mãos bonitas e saudáveis

Verdades e mitos sobre as unhas – Cuidados para mãos bonitas e saudáveis

Principalmente nos primeiros meses de cuidados, os mitos sobre as unhas parecem surgir de todos os cantos.

Como resultado, você sempre vê que alguém fez determinada coisa e teve um bom resultado, mas logo depois a mesma pessoa aparece dizendo o contrário.

Geralmente, isso acontece porque os ensinamentos são passados de geração em geração.

Logo, você acaba não indo atrás de um profissional ou de dicas reais, mas segue o que ouviu por aí.

Pensando nisso, separamos aqui os principais mitos e cuidados que você deve ter para garantir mãos sempre bonitas.

Vamos lá?

1# As suas unhas são diferentes das outras

mitos sobre as unhas

Pode parecer brincadeira considerando o número de pessoas no mundo, mas a verdade é que a sua unha pode ser definida como única.

Em síntese, você precisa pensar que as unhas são feitas de queratina, uma proteína produzida pelo organismo.

Para o crescimento, a base da unha, no seu dedo, tem um tipo de margem que delimita as terminações nervosas.

Ou seja, a unha cresce a partir dessa base sem nenhum tipo de terminação.

Justamente por isso, cortar a unha não dói.

Porém, você pode se perguntar como que pode ser diferente sendo que todos os seres humanos, na teoria, produzem a mesma proteína.

A realidade é que a produção da queratina depende de uma série de fatores, como genética, alimentação, cuidados e assim por diante.

Ou seja, mesmo que você e sua irmã sigam uma rotina parecida, pode ser que as suas unhas sejam completamente diferentes.

E é assim que algumas pessoas possuem as unhas mais fortes, em determinado formato, etc.

Logo, não fique comparando a fragilidade das suas unhas com a da sua amiga, se vocês seguem uma alimentação e rotinas diferentes.

Mais importante que isso, nessa quarentena, aproveite as dicas de beleza para seguir em casa.

2# Entre os mitos sobre as unhas, está o uso do esmalte

O uso de esmalte é algo recorrente entre a maior parte das mulheres, seja para eventos específicos ou mesmo aquele “retoque” todo final da semana.

Entretanto, o uso do esmalte tem o mito de que as unhas precisam respirar.

O que é uma mentira, afinal, a unha em si não passa de queratina sem nenhuma terminação nervosa.

Porém, a realidade é que o uso contínuo do esmalte pode fazer mal por dois motivos; primeiro pelo uso da acetona, que danifica a unha, e pelo uso recorrente na base.

Isso porque, a base da sua unha é composta de tecido, nervos e terminações que precisam de um certo espaço.

Verdades e mitos sobre as unhas – Cuidados para mãos bonitas e saudáveis

Dessa forma, existem algumas dicas para você seguir:

  • Evite o uso da acetona e opte por removedores de qualidade;
  • Evite tirar demais a cutícula, o que machuca e faz o esmalte “tampar” demais a base;
  • Sempre deixe as suas unhas livres de esmalte por alguns dias durante a semana.

Se quiser conhecer mais dicas de cuidados com as unhas, confira um post especial aqui da página. É só clicar aqui!

3# Fique de olho nos produtos que você está comprando

Um dos mitos que cercam o esmalte se refere ao fato de que, como a unha não é “viva”, muitos acreditam que pode ser usado qualquer tipo de produto nessa região.

O que não é verdade.

Utilizar produtos vencidos, por exemplo, pode causar uma série de problemas, deixando as unhas fracas e quebradiças.

Mais importante que isso, a maior parte dos esmaltes possuem uma série de produtos químicos. Mesmo as marcas mais novas.

Como resultado, esses produtos são os responsáveis por deixar as unhas sempre lascadas, quebrando com facilidade ou mesmo manchadas.

Além do mais, em alguns casos, esses produtos podem ser a porta de entrada para fungos e bactérias, que causam uma série de doenças.

Vale destacar ainda que as unhas podem indicar algum tipo de doença através da alteração de cor, espessura e manchas.

Por isso, se notar alguma coisa estranha nas suas, não hesite em procurar um médico.

4# O desafio semanal do mito sobre as unhas – Fazendo as suas

Chegando na quarta posição desse post, existem aqueles que defendem que as unhas precisam respirar e aqueles que garantem que mantes as unhas feitas são a melhor opção.

Na realidade, o ideal seria evitar qualquer tipo de excesso.

Logo, faça as unhas, mas deixe que elas fiquem quietas por alguns dias.

De maneira geral, a dica é fazer as unhas uma vez na semana, mas sempre deixar as unhas sem esmaltes, ao menos, por dois dias.

Já para fortalecer, a dica é utilizar produtos específicos, beber muita água e lixar, para retirar as partes mais danificadas.

Verdades e mitos sobre as unhas – Cuidados para mãos bonitas e saudáveis

No caso da cutícula, a dica é fazer a retirada a cada quinze dias, já que ela funciona como uma camada de proteção contra agentes do ambiente, como bactérias.

Ah, uma coisa que talvez você não saiba é que toda a pele em volta da unha fica mais grossa quando é machucada.

Então, quando você tira um “bife”, aquele tecido nasce mais fibroso.

Portanto, evite cortar demais, tenha cuidado na hora da retirada e use hidratantes para amaciar um pouco mais.

Aproveite para conhecer um chá gelado que pode auxiliar na hidratação do seu corpo para unhas, cabelos e pele saudáveis.

Clique aqui agora!

5# Produtos e itens que podem fazer mal

Entre as verdades e mitos sobre as unhas estão os produtos que são usados nelas, com destaque para as unhas postiças e aparelhos elétricos.

Primeiramente, as unhas postiças, podem deixar espaços entre a unha real e a postiça, funcionando como um “quarto de hóspedes” para fungos.

Da mesma maneira, o produto pode acabar danificando as suas unhas naturais na hora da remoção, o que é um problema.

Não à toa, a dica é evitar ou sempre ter intervalos de uso, para que as suas unhas se recuperem.

Já os equipamentos elétricos, como lixas e aqueles para tirar a cutícula, devem ser usados apenas por profissionais.

Isso porque, o uso inadequado pode resultar da danificação da queratina, causando buracos e até machucados.

Então, se você faz as suas unhas, prefira o método mais tranquilo e vá com cuidado.

Já se vai até um profissional, certifique-se de sempre usar os seus itens pessoais e produtos de qualidade.

 

Por fim, você ainda ficou com alguma dúvida ou gostaria de saber mais sobre o tema?

Comenta aqui embaixo e aproveite para compartilhar as suas dicas e experiências com nossos leitores.

Grande abraço e até o próximo post!

Sending
Avaliação
0 (0 Votos)

Deixe um Comentário